O que falar da Oktober?

Sobre a 27ª Oktoberfest:

COPO CHEIO:

– Distribuição de ingressos. Mesmo nos dias mais lotados (os dois primeiros sábados), ficar na fica para comprar não foi uma tortura como em outras edições. O público aprendeu a comprar antecipadamente e a movimentação na Rua Alberto Stein não foi aquele inferno de 2009.

– Segurança (após a mudança de empresa) – O serviço melhorou muito com a troca. A fiscalização ocorreu até mesmo para impedir o fumo dentro dos pavilhões (seguindo a lei municipal). O primeiro final de semana acabou prejudicado por isso.

– Eisenbahn Strong Golden Ale – um dos produtos mais sofisticados da Eisenbahn estava disponível na festa a preço de um chope (R$ 4,25), valor muito inferior ao vendido em bares.

COPO VAZIO

Sábado estava lotado..e insuportável. Foto: Giovanni Ramos/PC

– Segurança e limpeza no feriadão – O assunto já foi comentado pelo Paulo Roberto. A segurança melhorou depois da mudança. A limpeza, nem tanto.

– O pouco espaços nos dois primeiros sábados. Foi uma prova que o Parque Vila Germânica não possui capacidade para receber GRANDES EVENTOS. A estrutura é pequena, limitada. No dia 16, era impossível andar na Vila. A Oktober crescer? Só se for na qualidade do público e para isso, precisarão aumentar os preços.

– A promoção da Eisenbahn do caneco. Foi lançada no primeiro dia e cancelada no segundo. Motivo: a cervejaria estava impedida de distribuir brindes dentro da festa. Mas o cartaz da promoção foi mantido, com o escrito ESGOTADO em cima. Pagaram mico!

Produzido em WordPress | Por: Giovanni Ramos