Documento sem título

Não quero-quero aeroporto em Blumenau

Saiu no blog do Pancho, colunista de economia do Santa:

Engenheiros da Secretaria de Estado da Infraestrutura fazem um levantamento da atual situação do Aeroporto Quero-Quero, em Blumenau. O objetivo é verificar como o governo do Estado pode ajudar nas melhorias da estrutura.
O secretário Valdir Cobalchini diz que o relatório dos engenheiros deve estar concluído em setembro:
— O aeroporto tem inúmeraslimitações, mas vamos ajudar no que for tecnicamente possível. 

De novo, não! De novo, não!

A rodoviária de Blumenau está abandonada. Suja, escura, perigosa a ponto de a Caixa Econômica Federal não querer deixar mais um caixa eletrônico por lá, após um roubo. E a Prefeitura chegou a pensar em privatizar o espaço, que é público e essencial para a cidade.

O aeroporto de Blumenau não serve para nada. Pequeno demais, fora de uso há um bom tempo e  fica no centro de um bairro que consta no Plano Diretor como área para desenvolvimento urbano. Mesmo assim, há gente na cidade interessada em levar aquilo adiante.

Como a Prefeitura (corretamente) não parece interessada em investir dinheiro público naquilo, foram atrás do governo estadual. Vale lembrar que o Seterb é quem gasta anualmente para manter “aquilo” sem uso.

O Portal Controversas tem uma sugestão: PRIVATIZEM LOGO ESSE AEROPORTO. O mais prudente seria vender o terreno para outra finalidade, mas se os empresários querem tanto, que comprem o espaço.

Está na hora de Blumenau acabar com essa social democracia inversa, que planeja privatizar o essencial (rodoviária, esgoto) e manter o supérfluo (centro de eventos, aeroporto) nas mãos do poder público.

Rodoviária está abandonada. Foto: Giovanni Ramos/PC

Produzido em WordPress | Por: Giovanni Ramos