A Globo e o futebol brasileiro

Quem é o campeão Brasileiro de 1987? Sport ou Flamengo?

A discussão voltou para a mesa de bar nesta segunda-feira com a notícia que a CBF vai reconhecer o título de 1987 para o rubro-negro carioca. No entanto, esse debate serve apenas para diversão e provocação entre torcedores e ajuda a esconder um golpe que está prestes a ser dado no futebol brasileiro.

O Clube dos 13, associação dos principais times do país, deve lançar esta semana, um edital de concorrência dos direitos de transmissão do campeonato brasileiro. Para a TV Aberta, o C13 quer R$ 500 milhões, o dobro do que recebeu para os torneios de 2009 a 2011.  A inflação tem explicação na Lei da Oferta e da Procura: mais empresas querem transmitir o torneio, então o preço sobe.

A Globo não quer pagar R$ 500 milhões pelos jogos na TV Aberta. A Record está disposta a fazer isso. E o risco da emissora carioca perder uma de suas bases é grande. A direção do Clube dos 13 quer dinheiro e acha que leva o torneio a TV que pagar mais. Ponto final.

No entanto, a operação salva-Globo começou. Ano passado, a CBF tentou mudar a direção do Clube dos 13, colocando um aliado na disputa para presidência. Perdeu. O São Paulo, clube que liderou a chapa vitoriosa, sofre retaliações da entidade máxima do futebol até hoje. Já o Santos, que apoiou a coligação CBF/Globo, ganhou o reconhecimento dos títulos dos anos 60.

Agora, é a vez do Flamengo. Com o reconhecimento de 1987, o clube carioca fez as pazes com a CBF e a atual presidente deu entrevista afirmando que não descarta deixar o Clube dos 13. O Corinthians, que vai ganhar um estádio com dinheiro público por causa da Copa, também fala em deixar a entidade.

Se outros clubes seguirem o mesmo caminho, o C13, que deseja vender os direitos de transmissão para quem pagar mais, pode enfraquecer até sumir do mapa. Assim, os direitos da TV voltariam para a CBF, que defende a manutenção da parceria com a Globo.

VALE LEMBRAR

Até 1999, a Globo não tinha direitos exclusivos sobre o Brasileirão. No entanto, fez um acordo de exclusividade com os associados do C13. Naquele ano, emissoras como a ESPN Brasil transmitiam o torneio, mas não passavam os jogos dos chamados times grandes.

Em 2000, a Globo deu ainda mais forças ao C13 e acabou com o Brasileirão. Foi criado no ano, a Copa João Havelange, organizada pela tal entidade. Nesse caso, os direitos de TV negociados até então, não valiam mais. E só a Globo passou o torneio.

E m 2001, Globo e CBF voltaram a se entender e o torneio voltou a ser organizado pela entidade. Mas somente a Globo poderia passar o torneio, numa negociação direta entre TV e C13, como permanece até hoje.

Ou seja: a Globo fortaleceu o C13 para acabar com a concorrência e quer enfraquece-lo este ano pelo mesmo motivo. Mas tudo isso é bobagem: vamos discutir o Brasileirão de 1987?

Produzido em WordPress | Por: Giovanni Ramos